15/02/2012

MORTES NA CORRIDA DE RUA!


Bom dia. Esta cada vez mais comum atletas de 2 dias na semana, de 3 dias na semana, de semana inteira, de  finais de semana e atletas profissionais mesmo, infartarem e morrerem em provas de corridas de rua. Como qualquer esporte e ainda mais por sobrecarregar bastante o coração, a corrida de rua tem que ser muito bem planejada. Se você corre individualmente ou em um grupo ou assessoria de corrida ou com um personal, antes de iniciar essa atividade faça um Check-Up e veja se está apto a praticar essa modalidade. Se já está treinando e ainda não fez o seu exame, pare, faça, gaste seu plano de saúde, é indolor e pode salvar sua vida de um problema futuro adormecido. Procure ler. Se puder compre um frequencímetro e monitore seu amigo do peito. Veja se seu treinamento é individualizado, o que serve pra mim, não serve para você e não serve para outros. Cada ser humano é único e consequentemente cada organismo também. Veja se o seu treinamento está tendo o acompanhamento correto de seu treinador, ou de quem cuida de você em suas corridas. Alguns treinamentos como de tiro e de ladeira só devem ser praticados por quem já corre há muito tempo, que já possui um bom condicionamento físico e muito bem prescrito,s pois sobrecarregam muito nosso coração e nosso corpo. Semana passada 2 atletas morreram em decorrência de infarto, o chinês Lau de 26 anos que completou a 1/2 Maratona de Hong Kong e o brasileiro Antônio Donizete de 54 anos que completou a Volta ao Cristo em MG. Tiveram ataques cardíacos FULMINANTES após completarem suas corridas. Nosso coração necessita de sangue arterial e o infarto é a morte dos músculos do coração em decorrência de insuficiência da circulação do sangue.
Antes de praticar a corrida, faça um Check-Up com Hemograma Completo, Teste de Esforço, Ecocardiograma, Eletrocardiograma que são exames base para detectar-se possíveis doenças ou algum problema cárdio-respiratório e alterações de rítmo cardíaco desenvolvidas pelo esforço. Às vezes lemos notícias ou ficamos sabendo... fulano morreu de morte súbita, estava bonzinho e derrepente passou mal e morreu. Morte súbita que nada. A doença já estava instalada há tempos, silenciosa como uma bomba relógio que só veio a explodir. Amigos, sedentários, caminhantes, corredores: cuidem-se! A informação está aí e contra fatos e estatísticas reais não existem argumentos. Protejam seu coração, ele é o motor do veículo que se chama, você. Boa terça-feira. Sds, André Macedo.

Um comentário:

  1. Maria do Carmo Rodrigues Amorim16 de fevereiro de 2012 02:42

    Achei muito importante o artigo, bem sugestivo e esclarecedor, realmente as vezes corredores de rua não se preocupam com isso até por ser um esporte livre, não ligam para esse sério problema.O certo é ter um acompanhamento técnico e o suporte de um profissional em Educação Física para um treinamento adequado e correto.

    ResponderExcluir